Arquivo do blog

quinta-feira, 24 de maio de 2012

FASHION!

Estive pensando sobre essa polêmica acerca da entrevista de Xuxa no Fantástico. Lembrei-me de quando ela começou na Rede Globo. Foi uma febre geral. quase todas as crianças eram fãs da Rainha dos baixinhos!
Menos eu, que era fã mesmo do Ney Galvão, um grande artista do mundo fashion, o figurinista baiano que substitui o igualmente brilhante Clodovil no progama tv mulher.


Gostava de assistir. Ele rabiscava os croquis das roupas e dava dicas de elegância.
FOTO DO PICASA
Tive um vestido desenhado por ele.


Inspirava-me em suas idéias para confeccionar as roupinhas de minhas bonecas.









4 comentários:

  1. Oi, Cissy,
    Recebi com muito carinho a sua visita ao meu blog e adorei o seu comentário!
    Bem, claro que, como toda mulher, vim até aqui matar a minha curiosidade sobre vc e, para surpresa minha, descobri que vc é de Sergipe!
    Não, não sou sergipana, sou carioca mesmo, mas minha sogra , cunhada e sobrinhos emprestados moram em Aracaju e conheço essa cidade que achei muito bonita. Já estive aí duas vezes, a última foi há dois anos e meio mais ou menos.
    E, afinal, esta sua admiração pelo Ney Galvão interferiu na sua escolha profissional? Vc trabalha com artes, moda, ou coisa assim?
    Bjsssssssssssss, quérida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cléa, que bom que você conhece Aracaju! Amo esta cidade. Desde criança, sempre amei moda. Minha avó Josefa e minha tia Lia, costuravam do básico à alta costura. Ney Galvão era vizinho delas, no Bairro da Conceição, em Itabuna (Bahia) e ter crescido tão próximo destas duas artistas, despertou-lhe o desejo de dedicar seu imenso talento à arte da costura e da moda. Minha admiração pelo Ney Galvão surgiu das suas participações no tv mulher, que ia ao ar de segunda à sexta pela manhã na Globo. Eu assistia o Clodovil, e depois ele o substituiu, distribuindo seu talento para todo o Brasil. Eu, que desenhava desde de muito cedo, e fazia roupas para as minhas bonecas, acompanhava os estilistas com grande interesse. Muitos anos mais tarde, fiquei sabendo que ele aprendeu os primeiros segredinhos da costura, com a minha avó, e que era muito amigo de minhas tias.
      A minha família nunca incentivou meu dom para a costura, porque temia que eu abandonasse os estudos, tanto que sempre recusaram ensinar-me qualquer coisa do gênero.
      Fiz faculdade de direito e sou funcionária pública.
      Gosto muito de arte, pinto quadros, faço crochê, às vezes mexo com algum artesanato, mas só de vez em quando. Sempre tive vontade de aprender a costurar.
      Meu marido é o único que me incentiva. Ouviu-me dizer que eu queria uma maquininha antiga, daquela pretas, presenteou-me com uma Singer Facilita Pro (equipamento digno de um profissional da costura). Veja só! Eu não sabia sequer enfiar a linha, até então só fazia costuras manuais...
      Já estou fazendo algumas coisinhas, depois vou mostrar no Blog.

      Excluir
  2. Cissy, obrigada pela visita. menina! eu adoro artes e estou começando a costurar agora também, aprendo pela net, já estou costurando até saias. Eu tenho um blog de moda,http://nanagisele.blogspot.com.br/ depois passa lá.
    Agora vou deitar e tomar aquele chocolate bem quentinho, nesse friozinho, chocolate que só aqui em Ilhéus tem.

    Bjs cristalinos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga, obrigada por me visitar, um chocolate ia bem agora, nesse friozinho... Adoro sua cidade. Meu pai nasceu em um local chamado Termo de Rio do Braço, que pertencia ao Município de Itabuna, mas parece que passou a integrar Ilhéus. Amo essas duas cidades! um grande beijo, amiga!

      Excluir